Páginas

Mostrando postagens com marcador texto Gabriel Alves. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador texto Gabriel Alves. Mostrar todas as postagens

31 de ago de 2015

UM TREM CHAMADO VIDA | Gabriel Alves



Acredito que um dos principais problemas do ser humano, é não valorizar aquilo que tem enquanto se tem. Geralmente, só notamos o quanto algo era precioso para nós quando já não está mais ao nosso alcance, e tudo o que temos a respeito deste são lembranças.

Recentemente, indaguei a um amigo a respeito disto. Estamos no último ano do Ensino Médio. Perguntei a ele se daqui a um ano, acreditava que ainda seríamos tão próximos quanto somos hoje. Sem hesitar, ele disse que não. Me afirmou que daqui a um ano ele provavelmente terá novas amizades, novas coisas para se fazer. Minha resposta foi simples. “Você precisa se desfazer de antigas amizades para fazer outras?”.

Acredito que cada momento é único e singular. Cada oportunidade de ser feliz que passa por nós, deveria ser agarrada com uma força imensa, afinal, a vida que temos não é eterna e a qualquer instante pode ser retirada de nós. Mas não é o que fazemos, rs. Em geral, pensamos, repensamos e listamos todos os contras. Insegurança. E quando já não temos mais a oportunidade ao nosso alcance, nos perguntamos o motivo pelo qual não a aproveitamos. O valor só vem quando perdemos – e o pior é que provavelmente nunca teremos tais oportunidades de novo.

Meu amigo não estava totalmente errado, embora eu não queira aceitar a ideia de perder amigos sinceros que hoje tenho comigo. A vida é semelhante a um trem. Entramos, nos sentamos rumo a um destino, e fazemos amizades ao longo do trajeto. Mas chega a hora de descer. Tudo o que quero agora, é aproveitar de todas as formas, o trajeto que estou percorrendo. Com os meus amigos. Com minha família. As oportunidades que tenho de crescer. De viver. De sorrir. De fazer alguém sorrir. Valorizar o momento enquanto eu ainda o tenho.

Daqui a um segundo, meu destino pode ser anunciado e terei de descer deste trem chamado vida.

Viva intensamente.

_________________________________________________________________________________

TEXTO DE GABRIEL ALVES

2 de jun de 2015

MARCA (Texto de Gabriel Alves)

                                     GABRIEL A. PEREIRA

    A vida é de fato muito curiosa. Nascemos. E geralmente há uma festa quando isto ocorre – o que não faz muito sentido, já que nascem milhares de pessoas todos os dias. A questão é que então, somos criados, e educados segundo o que nossos responsáveis apontam como o melhor para nós – geralmente valores que adquiriram com seus pais, nossos avós. E em seguida, somos enviados a uma escola, a fim de aprender mais sobre o mundo em que vivemos – apesar de sairmos de lá sem conhecer um terço do que ele realmente é. Então, chegamos à adolescência, e nos afogamos em uma teia de dúvidas e incertezas a respeito do futuro. Em seguida, somos incentivados e impulsionados a buscar uma Faculdade, para adquirir um bom emprego, constituir família, e ter filhos. É aí que quero chegar: nossos filhos nascem, e então os educamos – com os valores adquiridos com nossos pais – e então os mandamos para uma escola, para que conheçam mais do mundo, e em seguida procurem uma Faculdade, para alcançarem um bom emprego, constituírem famílias, e terem filhos, e mandá-los para uma escola, e para uma Faculdade, para que construam famílias e tenham filhos... é um ciclo. Um padrão. E o problema é que nós nos conformamos em seguir este padrão, e viver de forma estática e monótona, assim como todos que nos precederam viveram também.
    Uma vez ou outra, porém, alguém resolve sair do ciclo, e se destacar. E então, quando isto ocorre, pessoas como estas deixam sua marca em alguém ou até mesmo no mundo, diferenciando-se das demais. Eu poderia elaborar uma lista de grandes nomes da história, que deixaram seu legado, mas enaltecer estas pessoas não é o foco aqui.
    Talvez, fugir do padrão e almejar algo melhor seja bom. Às vezes, querer apenas fugir daquilo que todos já fizeram, seja algo positivo. Busque motivação para marcar a vida de alguém. Marcar a história. Faça bom uso do tempo que lhe foi dado para vir à Terra, e não queira simplesmente viver o ciclo que a maioria que vieram antes de você viveu. Comece cada manhã pensando em construir sua história e marcar pessoas como se ao chegar a noite, os batimentos cardíacos lhe fossem tirados e tudo acabasse. Seja diferente. Marque. Almeje. Alcance. Faça sua história, e permita que ela deixe marcas.

    Permita que ela seja lembrada. 
 Mapa Literário