Páginas

Mostrando postagens com marcador Morte. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Morte. Mostrar todas as postagens

20 de nov de 2016

Penhasco


Eu não posso viver uma vida assim,
não posso.
Essas oscilações entre estar bem
e estar a beira de um penhasco
dolorida, chorosa, desesperada, lixo
Suicida.

Não posso continuar assim
chorando repentinamente.
Uma hora, menina
outra hora, suicida.

Não dá pra viver assim.
O penhasco sou eu,
o desejo sou eu,
e estou caindo em mim mesma
descendo, tão profundamente
que não dá mais para voltar
não dá para segurar.

Eu pularia, ah, como eu pularia!
Eu pularia sim.
Não porque eu quero,
porque eu preciso.

Mas o medo da dor,
não a mental, a física,
esse medo é o obstáculo no caminho
que impede que eu atinja o fim.

Mas eu sei que eu preciso,
eu preciso partir.
Eu não sinto que aqui é o meu lar,
eu não tenho um lar.
Eu não sinto que você é a mesma,
você é outra.
Eu não tenho nada a perder.



 Mapa Literário